Textifique

12 dicas exclusivas para o autor e para o revisor de textos acadêmicos

Por Sinvaldo Júnior

1) Sugere-se, tanto para o autor quanto para o revisor profissional, usar o controle de alterações do Word (aba “Revisão” > “Controlar alterações”). Dessa forma, o autor acompanha todas as alterações feitas por ele, pelo professor/orientador, pelo revisor ou por qualquer pessoa que porventura leia e reformule o texto. No caso do revisor, é uma forma de dar satisfação das revisões, alterações e comentários feitos no texto.

2) Para o revisor: As dúvidas e solicitações aos autores devem ser colocadas sempre nos balões (aba “Revisão” > “Novo comentário”. Mas antes, ative a função “Controlar alterações”), e não no texto, pois elas podem passar despercebidas.

3) Para o revisor: A essência do texto não deve ser alterada. Caso haja algo sem sentido, ambíguo, estranho, apontar – em forma de comentários – ao autor.

4) Números NUNCA devem ser arredondados (ex.: 3,19 > 3,20. Manter 3,19 mesmo).

5) Quanto à revisão do texto principal, focar nos seguintes quesitos: ortografia, pontuação, acentuação, sintaxe, concordância, coesão, coerência, estruturação/paragrafação. Toda a atenção a esses quesitos deve responder a seguinte pergunta: as revisões, alterações e recomendações estão deixando o texto mais claro e mais fluído?

6) Quanto à revisão do resumo, checar a gramática e verificar se o conteúdo do resumo em português é equivalente ao resumo em inglês (ou outra língua estrangeira); verificar se as palavras-chave em português correspondem às keywords.

Dica extra! No caso de artigos para submissão em revistas médicas, é necessário verificar também se os termos constam na base de dados do DeCS.

7) O correto é “palavras-chave”, com o segundo termo no singular.

8) Para o revisor: Tabelas, quadros, anexos, gráficos e figuras: Caso haja erro gramatical nas figuras/gráficos, deve-se pedir, em forma de comentário, para o autor corrigir e enviar a versão corrigida. É bom frisar: Em caso de erros, é necessário avisar o autor, pois anexos não devem ser alterados.

9) Não utilizar formato jpeg. em tabelas e quadros. Para o revisor: Caso as tabelas e quadros estejam em arquivo de imagem, solicitar ao autor o reenvio dos mesmos em formato editável (Word ou Excel).

10) Quanto à revisão e conferência das referências bibliográficas, formatar segundo as normas específicas exigidas (ABNT, APA, Vancouver) ou padrão próprio da revista à qual o artigo será submetido. Se possível, pesquisar na internet os dados bibliográficos faltantes. Para o revisor: Caso não seja possível localizar o dado faltante, solicitar ao autor.

11) Quanto à revisão e conferência de citações de referências, checar se a sequência numérica está OK, no caso do padrão Vancouver, ou verificar se tudo o que está citado no texto consta na lista de Referências, no caso dos padrões ABNT e APA. Para o revisor: Caso o que está citado no texto não conste na lista de referências, avisar o autor no balão de comentário.

12) Quanto à revisão e conferência de citações de tabelas, quadros, anexos, gráficos e figuras, elas devem obedecer a uma sequência numérica no texto. Para o revisor: Caso a sequência esteja quebrada, pedir para o autor corrigir. Sugere-se não renumerar.

Share on Google+Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest
05/07/2015
Desenvolvido por Mídia360 © textifique. Todos os direitos reservados.