Textifique
Promoção!
capa-manicomio
Capa_QuartaCapaautor-do-manicomiomanicômio na mão da leitora

Livro Manicômio (Rogers Silva)

R$25,90 R$19,90

Enquanto noventa e cinco por cento da humanidade está envolvida apenas com a luta pela sobrevivência, os cinco por cento restantes estão diante do infinito, do mistério, de queixo caído e olhos arregalados – é assim que os personagens deste Manicômio se encontram. Todos eles estão à procura de um significado para a vida, e essa procura ora desesperada beira a loucura, de tão difícil. Eis a tragédia humana. Em um mundo que finge descaradamente ser feliz, organizado e racional, Manicômio se propõe a mostrar o caos. A beleza desse caos.

REF: 0001. Categoria . Etiqueta: .

Descrição do produto

Por Luiz Bras (escritor)

“Amor e morte são os temas dominantes neste primeiro livro de Rogers Silva. Causa e efeito: o amor conduzindo inevitavelmente à morte, ambos conectados num fluxo só: amor-morte. Amorte.

Perdidos num turbilhão de canções e filmes românticos, os apaixonados de Rogers Silva atravessam parágrafos vertiginosos, às vezes longos. O discurso direto copulando com o discurso indireto, a primeira pessoa com a terceira. Misturando prazeres e sofrimentos. Indo mais longe: fazendo do prazer sofrimento, do sofrimento prazer.

A linha que tudo costura — amor, morte, prazer, sofrimento — é a loucura. Cuidado, leitor desavisado. Somente com muita sorte você conseguirá escapar destas páginas com a sanidade ainda intacta. Esta coletânea de narrativas tem a mesma densidade claustrofóbica e desestabilizadora do Asilo Arkham, a notória instituição psiquiátrica da mítica Gotham City.

Está preparado para a camisa-de-força? A literatura de Rogers Silva não é para leitores comuns, é para os raros, ou só para os loucos, como queria Hermann Hesse no romance O lobo da estepe.

Insanidade cerrada. A densidade discursiva vem da complexidade existencial das personagens e do narrador. Das entidades maníacas que sofrem patafisicamente, ou seja, bem mais profundamente do que as pessoas comuns já sofreram ou vão conseguir sofrer em toda sua trivial existência.

As ficções aqui reunidas revelam o mundo desencantado de dezenas de pessoas, não só de Desseres. Há o desencanto das crianças, Hugo e Clarissa. Da insaciável Josi. Dele mesmo, Jesus Cristo. Há até o desencanto de uma canção-narradora, que conta ela mesma sua história de amor e morte.

As duas narrativas mais psicologicamente violentas são sem sombra de dúvida as mais fragmentadas, O espelho e Manicômio.

Na primeira, o diálogo intertextual com o conto de Machado rendeu um texto longo e inquietante, que seduz e incomoda simultaneamente. A louca pede ao cocheiro que não corra tanto, então o tempo começa a avançar e a recuar, os cenários vão mudando, começam a aparecer outras personagens: Carolina, Policarpo Quaresma, Campos de Carvalho, e tudo vai ganhando a consistência de um sonho.

Já estamos em pleno manicômio, onde os desejos e os impulsos mais antigos amordaçam a razão e matam o professor de lógica. Nesse estabelecimento a juventude está sem rumo (ainda, há décadas), o amor persegue a própria cauda e a morte violenta é a parada final.”

Sobre Rogers Silva

Possui mais de quarenta textos publicados em sites, revistas, jornais e coletâneas, dentre as quais Portal Solaris, Portal Neuromancer e Portal 2001 (org. Nelson de Oliveira). É colunista e cofundador do coletivo literário O Bule. É colunista do site Página Cultural. Possui cursos e participações em eventos, sobretudo nas áreas de Cinema (roteiro, produção executiva e trilha sonora), Literatura e Economia da Cultura. É autor do Manicômio, livro de contos e novelas.

Share on Google+Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

Informação adicional

Peso 0.500 kg
Dimensões 23 x 16 cm
Contos E Novelas
300 Páginas
Desenvolvido por Mídia360 © textifique. Todos os direitos reservados.